Ultimate magazine theme for WordPress.

Mulher morta pelo namorado em Maputo

UMA mulher de 40 anos foi agredida até àmorte,supostamente pelo namorado, na noite de quarta-feira, no bairro Inhagóia B, na cidade de Maputo. O corpo da vítima, que já era procurada pela família, só foi descoberto no fim-de-semana.

O indiciado no crime, de 60 anos de idade, encontra-se detido na 17ª esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), no bairro do Jardim.

A finada deixa três filhos, um dos quais menor de seis anos de idade que é descendente do suposto assassino.

Os vizinhos contam que na noite daquela quarta-feira a vítima esteve num convívio com amigas e dirigiu-se à casa do namorado. Na mesma noite, foi agredida e morta.

As testemunhas contaram ainda que ouviram gritos da vítima, pedindo que o namorado, identificado por John, parasse com a agressão.

Nos dias seguintes, vizinhos, parentes e a proprietária do imóvel, arrendado pelo agressor que se supõe ser membro das Forças de Defesa e Segurança, começaram a notar o desaparecimento da mulher.

Questionado pela família sobre o sumiço, o suposto assassino teria inventado que a finada estava gravemente doente, daí que ficou impossibilitada de comunicar-se com esta.

Entretanto, quando a tia e vizinhos fizeram-se à residência, depararam-se com vestígios de sangue pelo quarto e o corpo da mulher ocultado numa maleta já a decompor-se e alertaram as autoridades policiais.

Mesmo perante os factos, o cidadão detido pela PRM, nega as acusações que pesam sobre si.Por sua vez, o porta-voz da corporação na capital do país, Leonel Muchina, declarou que o suposto homicida dificultou o acesso da casa às autoridades.

“O corpo da finada apresentava sangramento no órgão genital e na boca, os lençóis também estavam ensanguentados, o que nos levou a concluir que se tratava de homicídio”, esclareceu, acrescentando que o agressor sob custódia das autoridades será julgado e responsabilizado pelo assassinato da namorada.(Notícias)

você pode gostar também