Ultimate magazine theme for WordPress.

Cães detetam melhor a Covid-19 em humanos do que os testes rápidos

Um estudo francês mostra que cães foram capazes de detetar a presença do novo coronavírus com 97% de precisão. Uma percentagem superior a muitos testes rápidos de fluxo lateral (LFTs) e semelhante aos testes PCR, avança o The Guardian.

O ensaio, conduzido em março e abril pela escola veterinária nacional e pela unidade de investigação clínica do hospital Necker-Cochin, em Paris, mostrou que, além de detetarem, a partir do suor, os casos positivos em 97% das vezes, também detetaram 91% dos casos negativos.

Os animais podem ser úteis para triagem em massa em locais tipicamente lotados, incluindo aeroportos, concertos e estações de comboio.

“Os resultados são a confirmação científica da capacidade dos cães em detetar a assinatura olfativa da Covid-19”, disse o hospital de Paris, acrescentando que o estudo – que deverá ser publicado numa revista científica – foi o primeiro do seu tipo.

“São resultados excelentes, comparáveis ​​aos de um teste de PCR”, disse o professor Jean-Marc Tréluye, que acrescenta que os cães não substituem os testes PCR, mas são significativamente mais confiáveis ​​do que os testes de LFT.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores recolheram amostras de suor de 335 pessoas com idades entre os seis e 76 anos que se apresentaram para um teste de PCR em Paris.(NMinuto)

você pode gostar também