Ultimate magazine theme for WordPress.

Governo moçambicano contrata mais de nove mil professores

O ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) pretende contratar, este ano, 9.330 professores, para responder à demanda no Sistema Nacional de Educação (SNE).

Estes juntar-se-ão aos mais de 143 mil já existentes. A informação foi avançada ao “Notícias” pela porta-voz do MINEDH, Gina Guibunda, acrescentando que deste universo cerca de oito mil são para o ensino primário e 400 para o “secundário”.

A responsável garantiu que até ao arranque do ano lectivo 2021, a 22 de Março corrente, todos os estabelecimentos de ensino, à escala nacional, terão professores suficientes para garantir a leccionação das aulas.

A província de Nampula, segundo Guibunda, vai receber mais professores (cerca de 2.685) por possuir o maior número de população estudantil, seguido da Zambézia, com cerca de 1.938 docentes.

À cidade de Maputo caberá o menor número de docentes (283), a província de Gaza (477). Nas restantes províncias, segundo Gina Guibunda, serão alocados entre 500 e 750 professores.

“As províncias mais populosas apresentam maior número de estudantes, sendo por isso que é lá onde devemos alocar mais professores. É verdade que este número não é suficiente para as reais necessidades, mas é o que o sector pode contratar”, disse,sem entrar em pormenoressobre as necessidades do sistema, em termos de professores.

Guibunda afirmou que algumas províncias deverão lançar concursos públicos para a contratação de professores, sendo que outras podem repescar os candidatos dos anos anteriores, dependendo das metas de cada uma.(Jornal Noticias)

você pode gostar também