Ultimate magazine theme for WordPress.

Cemitério nos EUA recusa enterrar homem por ser afro-americano

Karla Semien ficou perplexa quando um cemitério de Louisiana se recusou a enterrar o seu marido pelo facto de este ser afro-americano. Darrell Semien, que foi vice-xerife de Allen Parish, no Louisiana, morreu no dia 24 de janeiro, após lhe ter sido diagnosticado um cancro em dezembro.

“Encontrei-me com uma senhora lá [no cemitério] e ela disse-me que não me venderia o terreno porque o cemitério era apenas para brancos (…) até me mostrou os papéis a comprovar a informação. Disse isto à minha frente e dos meus filhos”, escreveu a mulher de Semien no Facebook.

Confrontado pela CNN sobre o sucedido, o presidente do cemitério disse que sentiu vergonha quando descobriu o que tinha acontecido. A mulher que falou com Karla Semien já foi “dispensada das suas funções”, explicou Creig Vizena.

Em declarações à KPLC, o presidente do cemitério disse que desconhecia a linguagem contida nos contratos de venda, que foram redigidos nos anos 50 e indicam que apenas serão ali enterrados os restos mortais “de seres humanos brancos”.

“Assumo total responsabilidade (…) sou presidente do Conselho há vários anos e assumo a responsabilidade”, disse.(NMinuto)

você pode gostar também