Máscara que mata e neutraliza vírus pode estar disponível em dezembro

Amáscara anti-viral tem a capacidade de matar vários vírus, incluindo o da gripe e o SARS-CoV-2, por trás da doença da Covid-19, quando entra em contacto com os mesmos, reporta um artigo publicado no jornal britânico Mirror Online.

A nova tecnologia, desenvolvida por um cientista da Universidade Nottingham Trent University, no Reino Unido, poderá estar à venda já em dezembro deste ano.

Enquanto a maioria das máscaras têm três camadas, esta apresenta cinco, nomeadamente uma camada anti-viral feita de nanopartículas de óxido de cobre.

Por sua vez, o cobre incorpora íons que são emitidos quando entram em contacto com o vírus, fazendo com que o mesmo morra e cesse a sua propagação.

O médico, cientista e professor Gareth Cave, que desenhou a máscara, disse em entrevista ao Mirror Online: “a máscara que desenvolvemos já provou inativar eficazmente os vírus quando em contacto com esses microrganismos; as camadas anti-virais matam os vírus, que são bloqueados pelas cinco camadas filtrantes”.

Durante os testes realizados em laboratório, a máscara facial provou ser capaz de aniquilar mais de 90% dos vírus da influenza ou gripe durante mais de sete horas, com uma capacidade altamente eficaz de filtração de 99.98%.

Espera-se que as novas máscaras comecem a ser produzidas em massa no próximo mês de dezembro, estando inicialmente disponíveis para os profissionais de saúde, trabalhadores de transportes públicos e para transportadores de alimentos e bens de primeira necessidade.

Cave acrescentou: “é muito entusiasmante assistir à evolução desta tecnologia e causar um impacto real e positivo sobretudo entre aqueles que estão na linha da frente no combate à Covid-19”. (NM)