Ultimate magazine theme for WordPress.

Governo moçambicano garante que não haverá ruptura do stock de alimentos na quadra festiva

O Executivo assegura que o mercado nacional terá capacidades para garantir a demanda de alimentos durante a quadra festiva. O Ministério da Indústria e Comércio diz que tem mantido conversações de forma permanente com os agentes económicos

A COVID-19 criou incertezas em relação à disponibilidade de produtos alimentares no país. Entretanto, como está prestes ao findar do ano, o Governo tranquiliza aos moçambicanos e diz que “a situação está controlada” e que há comida suficiente para a quadra festiva que se avizinha.

“Trata-se de um processo de controlo que fazemos de forma normal todos os anos, mas neste em particular, a nossa atenção triplicou”, diz Carlos Mesquita, ministro da Indústria e Comércio, que avança ainda que o sector que dirige teve “que ter em atenção em relação à importação de matérias-primas, como é o caso de farinha de trigo que é um dos produtos essenciais na dieta dos moçambicanos”.

Segundo Mesquita, o pelouro tem recebido boa reacção do empresariado nacional, sobre a reserva de alimentos suficiente para abastecer o mercado num período médio de dois a três meses.

“De princípio não há motivo para alarme. Está tudo sob controlo. Temos o nosso mercado a produzir, quer ovo e frango, bem como os outros produtos como hortícolas. Em relação às hortícolas estamos muito bem”, garantiu.

O ministro da indústria e comércio revelou haver uma equipa interministerial que tem ser reunido semanalmente para estudar o mercado, e que “ estão em contacto com os agentes económicos para que a quadra festiva decorra sem sobressaltos”.

O ministro da Indústria e Comércio, Carlos Mesquita, falava ontem à margem de uma visita de trabalho que efectuou ao Instituto Nacional de Estatística, entidade fundamental as estratégias de actuação do sector dirigido por Mesquita.

O PAIS

você pode gostar também
error: Content is protected !!