Esta atividade aumenta em 16 vezes o risco por Covid-19

Um estudo conduzido pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, e publicado no Clinical Infectious Diseases no início de setembro, destaca a importância do distanciamento social para o controlo da pandemia. De acordo com a pesquisa, andar de transportes públicos, visitar um espaço religioso ou sair de casa aumenta o risco de contágio pelo novo coronavírus de forma significativa.

Até aqui, nenhuma surpresa. Resta saber exatamente qual é a medida do risco.

Assim, os investigadores questionaram 1.030 norte-americanos. Os resultados indicaram que 5,3% dos participantes já haviam testado positivo para o novo coronavírus, enquanto que 1,7% foi infetado nas duas semanas anteriores à pesquisa.

Aqueles que andaram de transportes públicos mais de três vezes nas duas semanas anteriores tinham um risco 4,3 vezes maior de testar positivo para a Covid-19 em comparação com os que não utilizaram o transporte público no mesmo período.

Como se não bastasse, quem visitou um local de culto três ou mais vezes nas duas semanas anteriores, em comparação com aqueles que não o fizeram, aumentaram em 16 vezes o risco de infeção por Covid-19.

Já aqueles que relataram praticar distanciamento social sempre que saem de casa, tinham apenas 10% de risco de ter Covid-19.(NM)