Mais de 8.500 mineiros infetados por coronavírus na África do Sul

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Mais de 8.500 mineiros estão infetados pelo novo coronavírus, tendo morrido um total de 85 desde o início da pandemia, anunciou hoje o Conselho dos Minérios da África do Sul, que representa as maiores empresas mineiras no país.

De acordo com os dados disponibilizados hoje à comunicação social pela organização e citados pela Bloomberg, 8.504 mineiros contraíram covid-19 após terem sido infetados pelo novo coronavírus.

A organização, que integra, entre outras, as empresas mineiras Anglo American, De Beers, Gold Fields e Harmony, acrescenta que, desde o início de março, 85 mineiros morreram devido à doença.

O Conselho dos Minerais sul-africano apontou também que 4.700 mineiros estrangeiros já regressaram à África do Sul, estando ainda outros 7.500 por regressar.

No total, cerca de 75% dos mineiros na África do Sul estão de volta ao trabalho, com a maioria das minas com uma capacidade de trabalho na ordem dos 72% face à produção habitual.

Recentemente, as autoridades sul-africanas acordaram reabrir mais dois postos fronteiriços para permitir o regresso de trabalhadores do Lesoto.

As minas de ouro e platina na África do Sul empregam cerca de 45 mil trabalhadores migrantes, incluindo milhares de moçambicanos, e a sua contribuição é considerada essencial para a retoma da atividade económica nesta região.(LUSA)

Leia Também: Vacina contra a Covid-19 deverá custar entre 50 a 60 dólares