Filipe Nyusi diz que pandemia está longe de atingir o pico em Moçambique

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Foram quatro meses de restrições de direitos fundamentais impostos como estratégia para conter a propagação do COVID-19.

Na última comunicação à Nação, emitida a partir da cidade de Tete, alusiva ao fim da última etapa do estado de excepção, o Presidente da República não avançou os passos seguintes, deixando promessa de que serão conhecidos nas próximas horas.

“Dando cumprimento ao estipulado pela Constituição da República, enviarem amanhã o relatório, a Assembleia da República e logo a seguir tomaremos decisões sobre as estratégias e as medidas que que iremos adoptar para o nosso futuro imediato”, disse Filipe Nyusi na sua comunicação.

De acordo com o Chefe de Estado, o próximo passo será, também, divulgado por via de uma comunicação à Nação que, no entanto, ainda não precisou se será amanhã ou não.

“Tornaremos pública essas medidas através de uma comunicação à Nação, enquanto isso, apelamos a todos, que valorizemos o quanto conquistamos ao longo destes 120 dias” salientou.

O PAIS

Leia Também: Polícia mata jovem por alegada desobediência em Maputo