Kanye West diz ter perdido confiança na liderança de Trump

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O apoio de Kanye West ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou ao fim, algo que ficou bem claro com o anuncio do músico norte-americano, este domingo, de que estava na corrida para as eleições presidenciais.

“Parece apenas uma grande confusão”, começou por dizer West sobre Trump, numa entrevista de quase quatro horas à Forbes, admitindo que perdeu a confiança no atual líder. “Retirei o chapéu vermelho”, acrescentou, referindo-se ao símbolo emblemático da campanha de Trump.

“Não digo que ele [Trump] está no meu caminho, ele pode fazer parte do meu caminho. O Joe Biden? Por favor… O Obama era especial, o Trump é especial. Dizemos que o Kanye West é especial e a América precisa de pessoas especiais que a liderem. O Joe Biden não é especial”, vincou.

Apesar de não existir ainda evidência oficial de que o cantor tenha uma organização de campanha, nem de que tenha submetido os documentos necessários à Comissão Federal de Eleições, Kanye West garante que este anuncio não se trata de um “golpe publicitário”.

Questionado sobre como seria a sua presidência, Kanye West admite “não ter feito muita pesquisa” sobre taxas e política estrangeira, mas afirma ser contra a pena de morte e querer colocar um fim à brutalidade policial.

“Quando for presidente, vamos também divertir-nos. Vamos passar à frente toda esta conversa sobre racismo e empoderar as pessoas”, apelou.

Na longa entrevista, o cantor norte-americano disse ainda ter contraído o novo coronavírus em fevereiro.(NMinuto)