Moçambique e Tanzânia querem reforçar coordenação no combate aos grupos armados em Cabo Delgado

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Moçambique e Tanzânia querem reforçar a coordenação no combate aos grupos armados na província de Cabo Delgado, refere um comunicado da Presidência moçambicana hoje divulgado.

As duas partes concordaram em reforçar a sua coordenação no combate contra este inimigo comum”, após uma conversa telefónica entre o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, e o seu homólogo da Tanzânia, John Magufuli, segundo a nota.

Cabo Delgado, uma das duas províncias moçambicanas que fazem fronteira com a Tanzânia, está sob ataque desde outubro de 2017 por insurgentes, classificados desde o início do ano pelas autoridades moçambicanas e internacionais como ameaça terrorista.

Em dois anos e meio de conflito em Cabo Delgado, onde avança o maior investimento privado de África para exploração de gás natural, estima-se que já tenham morrido, pelo menos, 600 pessoas e que mais de 200 mil já tenham sido afetadas, sendo obrigadas a procurar refúgio em lugares seguros.

O comunicado da Presidência moçambicana não avançou detalhes sobre o reforço da cooperação entre os dois Estados, limitando-se a referir que foi um dos temas que “mereceu muita atenção” durante a conversa entre os dois Presidentes.(LUSA)