Justiça obriga Bolsonaro a usar máscara em público sob pena de incorrer numa multa

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Ajustiça federal determinou que o presidente Jair Bolsonaro use máscara de proteção “em todos os espaços públicos, vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços do Distrito Federal”, sob pena de incorrer numa multa diária de dois mil reais, reportam os meios de comunicação locais.

De acordo com o juiz Renato Borelli, a conduta de Bolsonaro, que se tem recusado a cumprir as recomendações das autoridades de saúde, “demonstra claro intuito em não cumprir as regras impostas pelo Governo do Distrito Federal”.

“O Presidente deve adotar todas as medidas necessárias para evitar o contágio da Covid-19, seja para resguardar a própria saúde ou a de quem o rodeia”, refere o Estadão, que cita o despacho da decisão, tomada segunda-feira.

A conduta do presidente brasileiro tem gerado discórdia, uma vez que o chefe de Estado insiste que a reação do mundo à pandemia de Covid-19 foi exagerada e defendeu uma aceleração do processo de reabertura de empresas e a retoma das atividades suspensas pelas medidas de distanciamento social.

O Brasil tornou-se no segundo país mais afetado pelo novo coronavírus no mundo, depois dos Estados Unidos da América.(NMinuto)