Líderes religiosos e académicos congratulam prorrogação do estado de emergência em Moçambique

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Na província de Maputo, líderes religiosos e académicos congratulam a prorrogação do estado de emergência.

O sociólogo, Gulamo Tajú, explica que esta decisão é acertada tendo em conta o aumento dos casos da Covid-19, com dois óbitos.

“Na primeira fase de emergência, as pessoas tinham acatado as medidas. Tinham sido mais disciplinadas mas na segunda prorrogação houve um relaxamento provavelmente porque as pessoas não estavam a ver ainda falecimentos” afirmou.

Por sua vez, a presidente do Conselho Cristão de Moçambique, Felicidade Cherinda, anotou que esta prorrogação deve ser vista como uma oportunidade para a união de esforços visando conter a pandemia do novo coronavírus.

“Temos que aprender a viver com sacrifício, boas coisas se conseguem com muito sacrifício” disse. (RM Maputo)