Bochechar água salgada pode reduzir sintomas e duração do Coronavírus

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Um novo estudo revela que uma medida relativamente simples pode não só atenuar os sinais da doença da Covid-19, provocada pelo novo coronavírus ou SARS-CoV-2, assim como encurtar a sua duração.

Investigadores da Universidade de Edimburgo, na Escócia, apuraram que bochechar água salgada pode ajudar a reduzir os sintomas e duração da infeção.

O estudo envolveu 66 pacientes vítimas da Covid-19 com infeções nasais e na garganta, os quais estavam a receber tratamento convencional ou lhes foi pedido para que bochechassem água salgada.

Após 12 dias, os investigadores recolheram amostram nasais dos doentes, e concluíram que aqueles que haviam bochechado haviam assistido a uma diminuição dos sintomas. Aliás, quem havia recorrido a este método era afetado pela infeção em média cerca de 2.5 dias a menos.

No estudo, publicado no periódico científico Journal of Global Health, os investigadores, liderados pelo professor Sandeep Ramalingam, escreveram: “uma análise post-hoc de um ensaio clínico piloto aleatório que incidiu na irrigação salina nasal hipertónica e no ato de bochechar água salgada em adultos com infeção do trato respiratório superior concluiu que num sub-grupo com alfa e beta infeções por coronavírus, a intervenção pareceu ser eficaz na redução de sintomas e duração da doença”.

Apesar dos dados apurados serem promissores, os cientistas sublinham que serão necessários mais estudos que corroborem os seus achados. (Noticias ao minuto)