Máscara de pano, cirúrgica e para o pó. Saiba Qual é a melhor contra Covid-19

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Enquanto que somente o tecido das máscaras não previne que fique infetado com o novo coronavírus, a verdade é que pode contribuir sobretudo para que doentes assintomáticos não propaguem ainda mais o vírus potencialmente letal.

Babak Javid, consultor de doenças infecciosas no Cambridge University Hospital, no Reino Unido, afirma que muitas nações já beneficiaram desta abordagem.

“Em muitos países o uso de máscara revela um decréscimo consistente do índice de transmissão”, explica ao jornal The Sun.

Eis três tipos de máscaras faciais de proteção e o veredito de Babak.

Máscara de pano

Enquanto que uma bandana ou um lenço de tecido detêm 15% ou mais de gotículas expelidas, por exemplo através do ato de tossir. Máscaras comerciais de pano sem filtro conferem uma maior proteção, que varia entre os 70 a 80%.

Reutilizável? Sim, lave a 60ºC.

O veredito de Babak: “as máscaras de pano reduzem a quantidade de gotículas que espalhamos. Algumas oferecem um nível razoável de proteção, mas não tão elevada quanto as cirúrgicas.

Máscaras contra o pó

Este tipo de máscara é sobretudo utilizada por indivíduos que trabalham na construção civil, decoradores, pintores e até manicures, como forma de proteção contra partículas geradas pelo pó e outros químicos.

Contudo, podem sim minimizar o risco de infeção pelo SARS-CoV-2. Moldam-se ao rosto e impedem que gotículas libertadas pelo indivíduo atinjam quem o rodeia. No entanto, por vezes contém ainda um tipo de válvula respiratória que as torna menos eficazes.

Reutilizável? Não.

O veredito de Babak: “desde que se ajustem bem ao rosto, oferecem uma proteção adequada. Se a sua máscara tem uma válvula, então deve tapá-la de modo a que quem o rodeia também esteja seguro.

Máscara cirúrgica

Apesar de parecerem frágeis estas máscaras são confeccionadas a partir de duas peças de tecido entre um filtro de plástico respirável.

No passado os médicos utilizavam este tipo de máscara de modo a evitar passarem germes aos doentes.

Verifique se estão certificadas para serem usadas na Europa, observando se têm este código EN14683.

Reutilizável? Não.

O veredito de Babak: “as máscaras cirúrgicas foram concebidas para proteger os outros – e é por isso que os cirurgiões as usam”.

“São ainda uma ótima forma para se proteger a si próprio, isto porque filtram partículas e gotículas. Adicionalmente são à prova de água e como tal podem ser usadas por mais tempo durante uma única utilização”, finalizou. (Noticias ao minuto)