China suspende entrada de cidadãos estrangeiros no país

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O Governo chinês anunciou hoje que vai suspender temporariamente a entrada no país de cidadãos estrangeiros, incluindo quem possui visto ou autorização de residência, como medida de prevenção contra a propagação do novo coronavírus.

Amedida abrange estrangeiros com visto de negócios ou estudo ou com autorização de residência por motivos de trabalho ou reunificação familiar, detalhou o Ministério dos Negócios Estrangeiros em comunicado.

“A suspensão é uma medida temporária que a China é obrigada a tomar à luz do surto e das práticas nos outros países”, lê-se na mesma nota.

A decisão, que entra em vigor à meia-noite de sábado [hora local], abrange ainda vistos de trânsito ou a isenção de visto por 30 dias na ilha de Hainan, no extremo sul do país.

A política de isenção de visto de 144 horas adotada pela província de Guangdong para grupos de turistas estrangeiros oriundos de Hong Kong e de Macau também será temporariamente suspensa.

O país continuará, no entanto, a permitir a entrada a estrangeiros com vistos diplomáticos ou de serviço.

O comunicado ressalva ainda que os estrangeiros que vierem à China para atividades económicas, comerciais, científicas ou tecnológicas ou por necessidades humanitárias de emergência poderão solicitar vistos nas embaixadas ou consulados chineses, ficando o processo dependente da avaliação pelas autoridades do país asiático.

A Administração Nacional de Aviação Civil da China anunciou também hoje que vai impor, a partir de domingo, uma redução drástica nos voos internacionais.(LUSA)