Grupos armados invadem segunda vila na província de Cabo Delgado em 48 horas

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Grupos armados atacaram esta madrugada a vila de Quissanga, uma sede de distrito de Cabo Delgado, Norte de Moçambique, levando à fuga generalizada da população, segundo relatos de residentes.

É asegunda invasão de uma vila por parte do movimento que há dois anos e meio aterroriza a região, depois de na segunda-feira terem ocupado durante quase todo o dia Mocímboa da Praia, uma das principais zonas urbanas de Cabo Delgado, fazendo um número de vítimas e prejuízos ainda por determinar.

Desde a madrugada de hoje, parte da população daquela povoação costeira está a fugir de barco e a pé para o arquipélago das Quirimbas, nomeadamente, a ilha do Ibo, a 14 quilómetros, enquanto outras pessoas tentam chegar a Pemba, a menos de 100 quilómetros.

A caminhada a pé é possível na maré baixa, por entre o mangal que separa Ibo de Quissanga – e é no meio do mangal que há muita população escondida, segundo um relato, que dá conta de se avistar fumo sobre a vila, indiciando que há infraestruturas a serem incendiadas.

Não há indicação de vítimas, dado que os moradores dizem que todas as famílias se colocaram em fuga aos primeiros sinais de invasão, ao ouvirem disparos na parte alta da vila, junto a edifícios da administração.

Alguns habitantes perderam contacto com crianças das respetivas famílias durante a fuga para os barcos nesta madrugada, como é o caso de uma mulher cujo relato à Lusa dá conta de que não sabe de um sobrinho que tinha ao seu cuidado, que espera que também tenha fugido.

Há residentes que começaram a abandonar a vila ainda na terça-feira, refere outro dos moradores.(LUSA)