Governo moçambicano em contacto com Etiópia após terem sido encontrados 64 mortos

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O Governo moçambicano anunciou hoje já ter estabelecido contacto com as autoridades etíopes depois de 64 cidadãos daquele país terem sido encontrados mortas num contentor no Centro de Moçambique, ao lado de 14 sobreviventes.

O Governo “tomou conhecimento da morte de 64 cidadãos encontrados num contentor, mais 14 vivos, etíopes”, disse Filimão Suazi, porta-voz do Conselho de Ministros, no final da reunião ordinária do órgão, em Maputo.

Segundo referiu, o Estado moçambicano contactou a embaixada da Etiópia para serem tratados os trâmites legais ligados à ocorrência.

As vítimas estavam dentro de um contentor de mercadorias carregado num camião oriundo do Maláui e intercetado num posto de controlo de peso em Mussacama, no distrito de Moatize, relataram fontes policiais à Lusa.

Agentes forçaram a abertura do contentor, depois de os sobreviventes terem começado a bater no contentor e a gritar.

“Os colegas perceberam que havia uma coisa estranha pela 01:00 ao falarem com os motoristas”, disse Amélia Direito, porta-voz dos serviços provinciais de Migração de Tete.

O motorista e o ajudante do camião, que receberam 35 mil meticais (487 euros) para o transporte dos imigrantes, foram detidos pela Polícia, que continua as buscas pelo intermediário que facilitou a entrada clandestina dos imigrantes.(LUSA)