Governo moçambicano decreta dois dias de luto nacional pela morte de Mário Machungo

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O Governo moçambicano decretou esta terça-feira luto nacional de dois dias, a observar em 23 e 24 de fevereiro, na sequência da morte de Mário Machungo.

Machungo foi das figuras de destaque nos governos formados após a independência nacional. Ocupou a pasta de Ministro da Coordenação Económica no Governo de Transição entre 1974 e 1975, sendo responsável pela articulação de todo o sector económico do país.

Seguiram-lhe outras funções, nomeadamente as de Ministro da Industria e Comércio; Ministro da Agricultura; Ministro do Plano; governador da Província da Zambézia e primeiro-ministro entre 1986 a 1994.

Mário Machungo terá um funeral de Estado, disse Filimão Suazi, porta-voz do Conselho de Ministros, em conferência de imprensa, em Maputo.

O antigo governante morreu na segunda-feira, vítima de doença prolongada, em Lisboa.