Nicolás Maduro garante que “chegará o dia” em que Guaidó vai ser detido

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse hoje que “chegará o dia” em que o opositor Juan Guaidó será detido pelas autoridades e que estuda a resposta a dar a posições de ingerência de embaixadores europeus em Caracas.

“No dia em que os tribunais da República ordenem um mandado para deter o senhor Juan Guaidó, por todos os delitos que tem cometido, nesse dia irá para a cadeia. Tenham a certeza de que esse dia (ainda) não chegou, mas chegará”, disse Nicolás Maduro.

O chefe de Estado venezuelano falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma conferência de imprensa na qual estiveram duas dezenas de jornalistas estrangeiros.

Nicolás Maduro adiantou que a Venezuela estuda medidas para responder ao apoio dado por embaixadores de vários países da Europa a Juan Guaidó, que recentemente foram recebê-lo ao aeroporto, como Romain Nadal, o embaixador de França em Caracas.

“Estamos a estudar a resposta que daremos”, declarou.

Quanto à detenção de José Márquez, tio de Juan Guaidó, no aeroporto de Maiquetía, explicou que “é um problema da justiça venezuelana” sobre o qual não tem de opinar, considerando que o procurador-geral da Venezuela, Tareck William Saab, deveria ser questionado sobre o assunto.

LUSA