Especialista aconselha evitar beijos e abraços de modo a evitar a propagação do coronavírus

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O alerta dado na passada quarta-feira, dia 12, coincidiu com a proximidade do Dia de São Valentim, que se celebra hoje dia 14 de fevereiro, e ocorreu depois da confirmação do nono caso da doença no Reino Unido, avança a BBC.

Segundo John Oxford, da Universidade Queen Mary de Londres, o novo coronavírus é um “vírus social”.

“Acho que temos de refletir sobre as nossas ações sociais, como interagimos com as pessoas, acho que isso é extremamente importante, mais até do que usar uma máscara. Isso (uso de máscara) é uma distração”, afirmou à BBC.

“O que necessitamos de fazer menos é apertar as mãos, abraçar, beijar, esse tipo de coisas, porque o vírus parece que se espalha pela respiração comum, não necessariamente com espirros ou tosse”, acrescentou.

Oxford disse acreditar que a introspeção dos britânicos, pouco afeitos a toques, poderia acabar por ajudar a evitar a propagação do vírus.

“O vírus deve ‘odiar’ o Reino Unido, comparativamente à China, pois somos muito introspetivos”, disse.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que uma vacina só deve estar disponível em 18 meses.

Na noite de quarta-feira (12/02), o primeiro caso da doença foi confirmado em Londres.(NMinuto)