Mulher obriga ex-marido e amante a lutarem por ela até à morte

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Alituana Asta Juskaukiene, de 35 anos, divorciou-se do marido, Giedruis Juskaukas, de 42, em dezembro de 2018, para ficar com o alegado amante, Mantas Kvedaras, de 25.

Segundo Noticias ao minuto, depois de se divorciar, Asta continuou a manter a relação dupla, ou seja, a encontrar-se com o marido enquanto namorava com Mantas.

Os adversários, sabiam da existência um do outro, mas ao final de alguns meses exigiram a Asta exclusividade.

Para resolver a situação, a mulher natural da Lituânia, mas a viver no Reino Unido, decidiu organizar um “duelo medieval” entre os dois. Quem sobrevivesse, ficava com ela.

O amante acabou por ganhar, matando o ex-marido de Asta, em junho de 2019, com 35 facadas. No fim do ataque, Giedruis foi abandonado num beco de Londres, onde se esvaiu em sangue.

De acordo com ao Minuto, as autoridades acabaram por deter Asta e Mantas alguns dias depois do homicídio. Ambos ficaram em prisão preventiva e souberam, esta sexta-feira, dia 7 de fevereiro de 2020, que foram condenados a mais de 20 anos de prisão.

A lituana, que é a autora moral do crime, vai passar pelo menos 24 anos atrás das grades, enquanto Mantas, que desferiu os golpes, foi condenado a 22 anos.