Por não aceitar separação: Homem fere esposa e sogra à catana em Inhambane

Um de 34 anos de idade feriu a mulher e a sogra, com gravidade, com recurso à catana, no distrito de Govuro, província de Inhambane. As vítimas estão internadas e o agressor a contas com a Polícia.

O casal vivia uma relação conturbada, segundo testemunhas, e não terminou em tragédia por um triz, na terça-feira.

Cansada de maus-tratos, a companheira decidiu separar-se e voltou para casa da mãe, no bairro Mahave, arredores da vila de Mambone, em Govuro. E foi lá que o pior não aconteceu.

Inconformado com a separação, o marido foi atrás da mulher, em casa da sogra, mas ela recusou-se a voltar para o marido. E foi essa negação que supostamente fez o homem perder o controlo e decidiu partir para violência.

Com recurso a uma catana, o jovem desferiu golpes na esposa, de 21 anos, e na sogra, de 40 anos.

Em seguida, o jovem colocou-se em fuga. Vizinhos comunicaram a ocorrência à Polícia da República de Moçambique (PRM) e as vítimas foram imediatamente socorridas para o Hospital Rural de Vilankulo.

O director clínico daquela unidade sanitária considera que o estado das vítimas é estável e não correm perigo de vida.

Em menos de 24 horas depois da fuga do indiciado, o agressor foi neutralizado pela Polícia e está a ver o sol aos quadradinhos a partir das celas do Comando Distrital de Govuro.

O porta-voz da PRM em Inhambane, Juma Dauto, disse que o indiciado não revelou por que razão recorreu à violência para resolver problemas passionais com a sua companheira.

O PAIS