INAE contra açambarcamento de produtos em Nampula

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) em Nampula garante que vai apertar o cerco e tomar medidas contra os agentes económicos que optem pelo açambarcamento de produtos alimentares durante a quadra festiva do Natal e do fim do ano.

Esta medida, segundo garantia dada pelo delegado do INAE em Nampula, Hélio Rareque, surge pelo facto de alguns agentes económicos, considerados como sendo “desonestos”, pautarem por esta via, pela qual acumulam diversos produtos alimentares, bebidas e refrigerantes para provocar a sua escassez no mercado e, posteriormente, vende-los a preços muito elevados.

Neste momento, o INAE encontra-se empenhado em processos de coordenação com os principais fornecedores de produtos alimentares no sentido de assegurar a importação de algumas quantidades de frango para reforçar as já existentes.

“Como INAE, também estamos a controlar a questão relacionada com as margens de lucro para que não haja subida de preço destes produtos”, garantiu Rareque.

Contudo, a fonte considerou haver melhorias na colaboração com os agentes económicos nos últimos tempos, relativamente à questão da denúncia de produtos fora do prazo.

“Ocorreu, recentemente, a destruição de produtos avaliados em mais de dois milhões de meticais, em que a própria empresa que comercializava esses produtos escreveu para comunicar que tinha alguma quantidade de produtos que deviam ser destruídos”, disse Rareque.