Petrolífera italiana Eni recruta 19 jovens moçambicanos para estágios no projecto de “Coral Sul”

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

A petrolífera italiana Eni acaba de seleccionar um total de 19 jovens moçambicanos para estágio no projecto da Fábrica Flutuante de Gás Natural Liquefeito na Área 4 da bacia do Rovuma.

Ao todo serão 800 moçambicanos a serem contratados pela Eni e seus parceiros no projecto da Fábrica Flutuante de Gás Natural Liquefeito, mais conhecido por Coral Sul FLNG, na Área 4 da bacia do Rovuma, em Cabo Delgado.

Numa primeira fase, a petrolífera já contratou 12 jovens que beneficiaram de estágio profissional na Coreia do Sul. Esta terça-feira, foi apresentando mais um grupo de 19 recrutados da Universidade Eduardo Mondlane, que não esconderam a satisfação de fazer parte do projecto.

Para o director-geral do projecto Coral FLNG, este tipo de iniciativas visa potenciar o conhecimento dos jovens talentos moçambicanos em matérias de gás e petróleo.

Sobre o estágio da instalação da fábrica flutuante de Gás Natural Liquefeito, Maurízio Lanzo disse que as obras estão numa fase muito avançada.

O projecto “Coral Sul” é o primeiro aprovado pelos parceiros da Área 4, para o desenvolvimento dos consideráveis recursos de gás descobertos por este consórcio na bacia do Rovuma, no mar. O investimento foi de oito mil milhões de dólares, com o início de produção previsto para 2022.

O PAIS