Detidos supostos membros da “Junta Militar” chefiada por Mariano Nyongo na província da Zambézia

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Pelo menos seis indivíduos tidos como membros da “Junta Militar”, chefiada por Mariano Nyongo encontram-se detidos na cidade de Quelimane, província da Zambézia. Os mesmos são indiciados de terem escalado aquela província, com objectivo de recrutar jovens e formarem bases militares para de seguida protagonizarem ataques armados ao longo da estrada Nacional Número Um (EN1).

“Fomos mandados pelo general Mariano Nyongo, para recrutar jovens na Zambézia e consegui 18 homens, mas a minha meta era de alcançar o número de 50 jovens para criarmos base e iniciarmos com ataques”, revelou um dos detidos.

Ainda de acordo com a fonte, as armas seriam adquiridas no distrito de Milange, supostamente através de um deputado da Renamo, que facilitaria todo processo de compra e também seria responsável por contactar um médico tradicional para que os homens chefiados por Mariano Nyongo, não sofressem baixas durante confrontos com as Forças de Defesa e Segurança.

Como forma de convencer a aderirem às fileiras de Nyongo, os jovens eram prometidos integração nas fileiras da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Contudo, as bases militares seriam criadas nos distritos de Milange, Morrumbala e Namarroi, todos da província da Zambézia.

O pais