Ultimate magazine theme for WordPress.

Filipe Nyusi promete criar e dirigir gabinete para viabilizar emprego

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O candidato presidencial da Frelimo reuniu, hoje, com os jovens da capital do país e prometeu criar uma estrutura dirigida por si para viabilizar o projecto de oportunidades de emprego e trabalho para a juventude.

No quinquénio prestes a findar o governo propôs-se a criar mais de um milhão de oportunidades de emprego e trabalho em todo o território nacional. Porque o número não foi suficiente para abranger a todos, o candidato presidencial do partido no poder prevê duplicar o número e criar para o próximo quinquénio mais de três milhões de empregos.

A informação foi partilhada hoje durante um encontro com jovens de todos os distritos municipais da cidade de Maputo e de várias associações, onde dentre vários objectivos pretendia-se reflectir sobre os problemas actuais da juventude. E porque uma das preocupações é a falta de emprego, Filipe Nyusi prometeu criar e dirigir um gabinete para resolver o problema.

“Esse gabinete terá a missão de assessorar-me na implementação de iniciativas de criação de oportunidades de emprego e na adopção de políticas de desenvolvimento. Por isso é que precisamos de criar uma estrutura dirigida por mim mesmo com a atenção virada para o emprego”. Disse Filipe Nyusi

O candidato da Frelimo apelou aos jovens a acreditarem mais em si para o sucesso dos seus sonhos, “vocês precisam de persistência e acreditar em si, não queremos jovens desesperados e desmotivados. É precisam sonhar e correr atras para o alcance desses sonhos”.

O candidato presidencial falou ainda da estratégia que irá adoptar para que todos os jovens tenham oportunidade de emprego e trabalho.

“É importante maximizar as principais oportunidades de emprego relacionadas com os grandes investimentos e infraestruturas em particular no sector de energia”. Finalizou Nyusi

O candidato presidencial da Frelimo propõe-se a criar mais de três milhões de oportunidades de emprego e trabalho no próximo quinquénio caso vença as eleições de 15 de Outubro.

O PAIS

Loading...
moznews.co.mz