Ultimate magazine theme for WordPress.

Treinador dos Mambas diz que há ainda “muito trabalho por fazer”

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

O treinador da selecção nacional de futebol, Luís Gonçalves, admitiu ontem que há “muito trabalho por fazer”, apelando para o apoio dos moçambicanos mesmo nos momentos mais difíceis.

“Isto é um processo e há ainda muito trabalho por fazer”, disse Luís Gonçalves, falando durante uma conferência de imprensa, após o jogo contra as Maurícias, um embate em que a selecção nacional venceu, passando para a fase de grupos africana da qualificação para o Mundial de 2022, que se realiza no Qatar.

O técnico português fez um balanço positivo da partida, mas apela para que os moçambicanos continuem a apoiar a selecção, mesmo nos momentos difíceis.

“Temos de ser menos eufórico na vitória e menos derrotistas quando perdemos. A equipa é a mesma”, observou Luís Gonçalves, lembrando que assumiu o comando técnico da selecção numa altura em que a obrigação é ganhar.

Luís Gonçalves destaque o facto de Moçambique ter efectuado dois jogos e não ter sofrido “nenhum golo”.

“Isso é bom. A minha preocupação e missão é garantir que a selecção ganhe jogos, esse é o objectivo”, acrescentou o técnico.

Por sua vez, o técnico mauriciano, Akbar Patel, fez um balanço positivo do encontro, admitindo a superioridade da selecção moçambicana no confronto.

“O jogo foi difícil para nós hoje. Fizemos planos, mas não aconteceu como esperávamos. Eles giraram a bola e foram assertivos na finalização”, afirmou AKbar Patel.

O técnico mauriciano acrescenta que o plano das Maurícias para este jogo era pressionar, tendo em conta que a equipa estava em desvantagem com a vitória de Moçambique por 1-0 no primeiro jogo.

“Hoje, Moçambique jogou muito bem e marcou logo nos primeiros minutos, o que desorientou um pouco a nossa selecção”, concluiu AKbar Patel.

Os ‘mambas’ confirmaram a passagem em casa, tendo inaugurado o marcador aos seis minutos, por intermédio do ex-benfiquista Clésio Bauque.

No segundo tempo, Geny Catamo, jogador da equipa de sub-23 do Sporting, selou o triunfo de Moçambique, aos 77 minutos, através de uma grande penalidade.

(Sapo)