Ultimate magazine theme for WordPress.

Calças muito justas podem causar doença pouco conhecida

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Boston, nos Estados Unidos, nos últimos anos regista-se um aumento exponencial dos casos de vulvodínia. Apesar da condição de saúde ser pouco conhecida e falada, pode afetar uma em cada seis mulheres.

A dor nos nervos na região genital crónica não é fácil de tratar e pode agravar significativamente pelo uso de calças muito justas ou depilação (que deixa a pele mais exposta à fricção com a roupa interior e outros tecidos, como rendas e sintéticos) na região.

Os cientistas acompanharam 434 mulheres entre os 18 e 40 anos. Todas sofriam com dores na vulva. Chegaram à conclusão de que mulheres que removem todo os pelos com depilação tem um risco 74% mais elevado de desenvolver a doença. E entre aquelas que usavam calças apertadas o risco duplicava. A exposição da região e a fricção constante aumentam o risco de infeções que podem levar à vulvodínia.

A condição é difícil de ser tratada pois o diagnóstico é complicado. A dor varia de ardência a contrações.

Se sente desconforto e dores na zona dos genitais não hesite em contactar um médico de família ou ginecologista.

(Noticias ao minuto)