Ultimate magazine theme for WordPress.

Novo medicamento promete reverter perda de memória na velhice

Uma nova droga promete colocar um ponto final à confusão mental e esquecimento temporário que se instala entre a população mais sénior.

O fármaco canadiano recentemente patenteado otimiza o funcionamento dos recetores do cérebro ajudando a guardar informação mais facilmente.

Em termos simples, o novo medicamento promete por exemplo que os avós se recordem do nome dos netos ou onde colocaram as chaves.

Testes realizados em ratos fizeram com que as células do cérebro que haviam diminuído de tamanho voltassem ao seu formato jovem, permitindo-lhes que se orientassem num labirinto.

Ensaios clínicos em humanos estão previstos para começar em cerca de dois anos.

Os especialistas irão ainda testar a droga com o intuito de apurar se a mesma poderá combater a depressão e atrasar o aparecimento de demência e de Alzheimer.

O professor Etienne Sibille, da Universidade de Toronto, disse em declarações ao The Telegraph: “Qualquer pessoa acima dos 55 anos e em risco de sofrer de problemas cognitivos numa idade mais avançada pode beneficiar deste tratamento”.

A nova descoberta foi apresentada na conferência American Association for the Advancement of Science.

(Noticias ao minuto)