Ultimate magazine theme for WordPress.

Chissano defende repatriamento do dinheiro que esta ilegalmente na posse do Manuel Chang

O antigo Presidente da República, Joaquim Chissano, defende o repatriamento de todos os valores, que poderão estar, ilegalmente, na posse do antigo ministro moçambicano das finanças, Manuel Chang, que, actualmente, se encontra detido na vizinha África do Sul.

Em declarações a Rádio Moçambique, Chissano disse acreditar que as instituições de administração da justiça saberão ir pelo caminho certo para garantir o repatriamento do dinheiro roubado.

Chissano apontou que, a serem repatriados os valores referidos, Moçambique teria uma sociedade mais pura.

“O essencial, aqui, é que teremos esta missão pela frente. Mas, confio que as instituições da justiça, tanto em Moçambique, na África do Sul, quanto nos Estados Unidos da América vão saber ir pelo caminho da justiça”, referiu.

A Procuradoria-Geral da República de Moçambique (PGR) garante que já está a trabalhar no sentido de recuperar os activos em questão no escândalo financeiro considerado o maior desde a independência nacional, em 1975.