X

1º Satélite Nano sul-africano em órbita para observar oceanos

O primeiro satélite nano da África do Sul foi colocado em órbita na Rússia, esta quinta-feira, para observar os seus oceanos, localizar incêndios em planaltos e detectar violações do território deste país da África Austral, anunciou esta sexta-feira.

Denominado ZACube-2, o satélite de mais de 1,1 milhão de dólares é o menor produzido neste país e a sua entrada em operação ajudará o país a ser mais seguro e a avançar nessa tecnologia, de acordo com um relatório do Departamento de Ciência e Tecnologia da África do Sul.

O director-geral da agência, Mmboneni Muofhe, disse à imprensa que os dados que serão colectados serão usados em previsões meteorológicas e resposta a desastres, entre outros objectivos.

Explicou que até agora a África do Sul dependia dos dados oferecidos por outros países e “agora começamos a obtê-los através de nosso próprio satélite, que oferece soberania e a possibilidade de obter as informações necessárias no momento desejado”.
Especialistas indicaram que esse tipo de artefactos, identificados como satélites cúbicos, pode ter apenas 10 centímetros de largura e pesar um quilo.
O lançado nesta quinta-feira do território russo, o ZACube-2 é integrado por três cubos de 10 centímetros e foi colocado em órbita a cerca de 600 quilómetros da Terra.(RM Angop)

Este site usa cookies