Moznews.co.mz

Homens devem masturbar-se com mais frequência para reduzir o risco de ter cancro

De acordo com os dados apurados numa nova pesquisa, a prática da masturbação pode reduzir o risco de desenvolver aquele que é considerado o tipo de cancro mais comum entre os homens.

Segundo o Serviço Nacional de Saúde Britânico (NHS), os homens devem masturbar-se com maior frequência, de modo a reduzir o risco de desenvolverem cancro da próstata.

A NHS salienta que a probabilidade de aparecimento daquela doença é menor para os homens que ejaculam pelo menos 21 vezes por mês através da prática de relações sexuais ou de masturbação.

Já em 1992, investigadores das Universidades de Harvard e de Boston, nos Estados Unidos, haviam estudado 31,925 homens saudáveis que na altura completaram um questionário acerca da frequência com que ejaculavam.

Os homens, de idades compreendidas entre os 20 e os 29 anos e os 40 e os 49 anos, foram monitorizados até 2010 e durante esse período de tempo 3,839 dos indivíduos foram diagnosticados com cancro da próstata.

Os resultados, publicados no periódico científico European Urology, compararam os homens que ejaculavam 21 vezes mensalmente, relativamente aqueles que ejaculavam entre quatro a sete vezes a cada quatro semanas.

Os investigadores apuraram que o risco de cancro da próstata em ambas as faixas etárias era significativamente mais reduzido se ejaculassem pelo menos 21 vezes por mês.

Todavia, os investigadores ainda não conseguem discernir por completo o motivo para tal ser benéfico para a saúde masculina.

Outras pesquisas sugerem para a possibilidade da ejaculação contribuir para a expulsão de elementos cancerígenos e de infeções da glande.

A inflamação do organismo é uma conhecida causa de aparecimento de cancro, e a ejaculação poderá ajudar a atenuar o fenómeno.

(Noticias ao minuto)