Ultimate magazine theme for WordPress.

O seu nariz diminui quando mente: A ciência explica

Uma equipa de cientistas da Universidade de Granada, em Espanha, apurou que quando alguém está a mentir o seu nariz diminui… sobretudo a temperatura.

Tendo como base os dados apurados, os investigadores desenvolveram um teste detetor de mentiras, que monitoriza a temperatura da face, capaz de determinar se a pessoa está a dizer a verdade ou a mentir.

A equipa de cientistas espanhóis garante que o novo método se trata “do teste mais fiável do mundo’, com um nível de precisão 10% mais elevado do que o comummente utilizado polígrafo.

Durante aquela pesquisa, os investigadores observaram 60 estudantes ‘examinados’ por sensores térmicos enquanto realizavam várias tarefas.

Tal incluía realizar um telefonema, durante o qual os voluntários eram orientados para contarem uma mentira a um amigo próximo.

Os sensores térmicos revelaram que quando um participante mentia, a temperatura da ponta do nariz decrescia em cerca de 1,2 graus centígrados, enquanto que a temperatura da testa subia por sua vez até 1,5 graus.

Segundo os cientistas quanto maior é a diferença entre estas duas temperaturas, maior é a probabilidade da pessoa em questão estar a ser desonesta.

O professor e médico Emilio Gomez Milan, que liderou o estudo, disse: “O ser humano tem que pensar para dizer uma mentira, processo o qual provoca o aumento da temperatura da testa”.

“Ao mesmo tempo sentimo-nos ansiosos, fenómeno esse que reduz a temperatura do nariz”.

Surpreendentemente, os cientistas garantem ainda que essa alteração na temperatura faz com que o tamanho do nariz reduza de facto subtilmente – apesar dos investigadores sublinharem que essa alteração em específico não é visível a olho nu.

(Noticias ao minuto)

Loading...