Moznews.co.mz

Negociação da dívida da EMATUM pode ser concluída este ano

A negociação entre o Governo moçambicano e os credores, à volta dos títulos da dívida comercial da Empresa Moçambicana de Atum (EMATUM), pode ser concluída ainda no decurso deste ano, segundo o ministro da Economia e Finanças.

Adriano Maleian, citado pela AIM, garante que as partes pretendem chegar a um equilíbrio que torne a dívida pública do país sustentável.

O governo e os credores (Credit Suisse Securities e a VTB Capital plc) acordaram que os títulos da dívida da EMATUM sejam revertidos em compromisso soberano detido pelo Estado moçambicano.

Em declarações a jornalistas esta quinta-feira, em Maputo, o ministro Maleiane explicou que no dia 1de Agosto os credores da EMATUM fizeram uma contraproposta à proposta apresentada pelo governo a 20 de Março de 2018.

“Os nossos assessores estão avaliar a contraproposta dos credores, e estou convencido que estamos a caminhar para o fecho”, disse.

Adriano Maleiane, que falava à margem da cerimónia de posse dos novos órgãos sociais do Instituto de Auditores Internos, referiu-se, igualmente, aos passos subsequentes à recente cimeira China-África, explicando que, ao abrigo de um acordo rubricado no ano passado, o governo chinês colocou um fundo à disposição de empresas do seu país interessadas em investir em Moçambique.

“Abraçamos isto porque fomos nós que indicámos os projectos. Eles vêm para cá para fazer o investimento, não como crédito, mas como investidores, e é isto que estamos a estimular para não aumentarmos o endividamento”, frisou.

Segundo ele, a aposta é acelerar a implementação destas pretensões.[CC]

Folha de Maputo