Venâncio Mondlane e Gilberto Mendes dão cara por Maputo sem apoio partidário

O deputado da Assembleia da República, Venâncio Mondlane e o actor e empresário Gilberto Mendes já deixam de disfarçar o seu apetite político de querer dirigir os destinos do Município da cidade de Maputo.

Depois de informações postas a circular de que Venâncio Mondlane estava a ser relegado ao segundo plano pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM), seu partido e que aparentemente já estava uma candidatura com suporte do então líder da Renamo (falecido), Afonso Dhlakama, actualmente o figurino de Mondlane está focalizado nas redes sociais, em particular o Facebook e partilha de vídeos promocionais apresentado erros de gestão da actual edilidade.

Venâncio Mondlane está igualmente quase presente em vários cultos religiosos, mantendo chama acesa por Maputo, mas sem apoio declarado pelo MDM, uma vez que o candidato por esta formação política ainda está no “bolso” do seu Presidente, o Daviz Simango.

O “candidato” à edilidade de Maputo, Gilberto Mendes também está presente nas redes sociais com uma campanha “linha branca”, espécie “Maputo, que tal?” suportada em acções de solidariedade nos hospitais, creches, almoços com jovens de mercados e por vezes apanhar camionetas “my love”. Do partido Frelimo já veio a informação de que “ainda não há nenhum candidato para qualquer município do país”.

A lista de candidatos por Maputo não pára em Gilberto Mendes e Venâncio Mondlane. Há intenções de Samora Júnior, mais conhecido por Samito, Shafie Sidat e entre outros.[CC]

Folha de Maputo

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.