Moçambique e Uganda vão partilhar experiências no combate à grupos extremistas.

Com efeitos, agentes da polícia moçambicana deverão ser formados no Uganda.

O facto foi avançado esta segunda-feira, em Maputo, pelo ministro dos negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco.

“ Há matérias ligadas à segurança e ordem pública, tendo em conta que Uganda enfrentou desafios com a agressão de grupos terroristas e extremistas. Nós temos estado desde o ano passado a experimentar situações similares no norte do nosso país”, disse.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, falava na cerimónia de acreditação, pelo Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi, dos chefes das missões diplomáticas do Uganda, Guiné equatorial, Botswana e Vietname.

Segundo José Pacheco, além de consolidar as relações económicas que existem com os quatro países, interessa também expandi-las para diferentes áreas.

(RM)