Moznews.co.mz

Falta de transporte aéreo adia 4 jogos de moçambola

Os jogos Maxaquene-Textáfrica, Liga Desportiva de Maputo-Desportivo de Nacala, UP de Manica-Ferroviário de Maputo e Incomáti de Xinavane-Ferroviário de Nampula, que deviam realizar-se este fim de semana, inseridos na sexta jornada do Moçambola, foram adiados devido a problemas de transporte aéreo, deu a conhecer esta sexta feira o presidente da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), Ananias Couana.

De acordo com o dirigente, as Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) exigem o pagamento de uma taxa de mais de 33 milhões de meticais (440 mil euros) para transportar as equipas, valor de que a LMF não dispõe.




Ananias Couana fez saber que os jogos que se vão realizar são aqueles cuja equipas se farão transportar por via terrestre. Eis os jogos: ENH de Vilankulo-Chibuto, 1º de Maio-Ferroviário da Beira e Sporting de Nampula-Ferroviário de Nacala.

O homem que dirige o principal campeonato do futebol moçambicano disse, que devido aos referidos problemas, a sétima jornada poderá mesmo não acontecer e que a prova corre sérios riscos de sofrer uma interrupção por tempo indeterminado.




Entretanto para resolver a situação, Ananias Couana diz estar a trabalhar com o governo para que o Moçambola não pare, o que acontecer «mancharia sobremaneira o bom nome do futebol nacional».

ABOLA