Estudantes moçambicanas vão reforçar presença feminina na Wikipedia

Um grupo de 20 estudantes do sexo feminino da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, vai hoje tentar reforçar a presença de mulheres na Wikipedia, a maior enciclopédia na Internet.

Uma sessão de trabalho orientada por Dumisani Ndubane, dirigente da Fundação Wikimedia na África de Sul, vai promover a escrita e edição de artigos na Wikipédia.

As participantes vão editar sobre mulheres, especialistas e modelos em diferentes áreas da sociedade moçambicana.




A ação terá em atenção o facto de “mais de 80% dos perfis publicados serem sobre homens e 90% do conteúdo da enciclopédia ser também escrito por autores masculinos”, refere a organização do evento, uma parceria da Embaixada da Suécia com a UEM.

O evento decorre no âmbito da campanha global #WikiGap, uma iniciativa da Suécia e da WikiMedia que visa aumentar a representação feminina na Internet.

“O objetivo é encorajar a todos para aumentar a produção de perfis e artigos sobre mulheres na Wikipédia, em diferentes campos do saber” e, como resultado, impulsionar a igualdade de género na Internet.

LUSA