Menina de 6 anos mordida por cobra venenosa “cuspidora moçambicana” enquanto dormia

A pequena Mikayla-Sue Grove, de apenas seis anos, acordou durante a noite a chorar e a queixar-se de dores de dentes.

Quando os pais chegaram ao quarto da criança, descobriram que afinal a verdadeira causa do problema era uma cobra venenosa que estava no quarto da menina. Tudo aconteceu em casa da família, em Ballito, na África do Sul.

Ao apercebere-se do réptil no quarto das duas filhas o pai, Ludwig, e a mãe, Inge, tentaram imediatamente salvar Mikayla-Sue e Izabella. Mas enquanto Ludwing conseguiu pegar nas crianças ao colo, a cobra virou as suas atenções para a mãe das meninas e cuspiu-lhe veneno nos olhos, deixando-a temporariamente cega.




A cobra foi identificada mais tarde como sendo uma cobra cuspidora moçambicana, que literalmente cospe veneno da ponta das presas afiadas. O pai levou imediatamente a família ao hospital, que felizmente ficava a 15 minutos de casa.

No caminho, Inge foi sempre a lavar os olhos com água e ao mesmo tempo a tentar que a filha não asfixiasse, devido aos efeitos do veneno. Ao chegar ao hospital os médicos levaram a menina para as urgências, uma vez que a garganta de Mikayla-Sue estava a fechar rapidamente e não a estava a deixar respirar.

Também conseguiram salvar a visão a visão da mãe. Mikayla-Sue passou o resto do dia seguinte a receber 17 doses de anti-veneno, ao longo de mais de 12 horas. Agora, mãe a filha estão a recuperar nos cuidados intensivos.

CM

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.