Moznews.co.mz

Novo fenómeno em Moçambique,rapto de pessoas calvas para feitiçaria.MZ

Um novo fenómeno de rapto de pessoas calvas para tráfico de parte dos seus órgãos, supostamente para fins satânicos, esta a preocupar a polícia da província moçambicana da Zambézia, que iniciou uma série de operações para impedir a prática.







A Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou à VOA nesta segunda-feira, 22, o registo de pelo menos dois casos de rapto de pessoas calvas – carecas hereditárias, tradicionalmente tidas como sinónimo de riqueza – que ocorreram nos distritos de Milange, enquanto investiga outros casos.

“Há raptos e assassinos de pessoas com calvinismo. A partir do caso que conseguimos esclarecer, é mais para efeitos superstição, à semelhança do que faziam com pessoas albinas”, explicou Miguel Caetano, porta-voz da PRM na Zambezia.

Caetano disse que uma homem está detido por ter assassinado uma pessoa calva para extrair parte dos órgãos naquele distrito, enquanto decorre a investigação do caso para encontrar os mandantes do crime.




“Detivemos um autor material, mas ainda estamos a trabalhar na investigação para deter o mandante. Estamos a seguir pistas de indivíduos da Tanzânia e do Malawi (tidos como maiores compradores dos órgãos)”, precisou Miguel Caetano, adiantando que a Polícia já tem informações cruciais sobre o novo fenómeno.

A nova onda de rapto de pessoas calvas surge alguns meses após abrandar a “chacina” de pessoas portadoras de albinismo em Moçambique, cujo número de rapto e perseguição caiu significativamente, apesar de continuar a preocupação com a sua segurança.

VOA