Governo vai contrair mais 65 biliões de meticais em dívida pública interna

loading...

50

Condicionado para contrair novos empréstimos no exterior o Governo de Filipe Jacinto Nyusi pretende aumentar em mais 65 biliões de meticais a dívida pública interna, que em Junho estava cifrada em 97,7 biliões de meticais, através da emissão de novos Bilhetes do Tesouro. Embora parte desta dívida de curto prazo seja para o financiamento do défice do Orçamento do Estado uma porção significativa é usada para pagar Bilhetes anteriormente emitidos, portanto nova dívida para pagar a dívida anterior numa espécie de jogos de Ponzi.

“Durante o exercício económico de 2017, a utilização de Bilhetes do Tesouro terá como limite máximo sessenta e cinco mil milhões de meticais” pode-se ler no Diploma Ministerial nº 41/2017, de 31 de Maio, assinado pelo ministro da Economia e Finanças e publicado no Boletim da República nº 84 da I série.



Este montante vai acrescer ao stock dívida pública interna que, de acordo com o Banco de Moçambique, totalizava a 16 de Junho passado 97.701.700.000 meticais. É interessante notar que o montante do limite de uso de Bilhetes do Tesouro do exercício não seja estabelecido na Lei Orçamental que é aprovada pela Assembleia da República, na verdade os deputados deram carta branca ao Executivo para “contrair empréstimos internos”.

Jornal @verdade



você pode gostar também Mais do autor

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.