Nova descoberta científica pode pôr fim a rugas e cicatrizes

1

Um grupo de cientistas identificou uma forma natural de regenerar as células gordas que mantêm a pele com uma aparência suave e jovem.




No estudo, publicado na revista Science, os investigadores focaram-se em células de gordura chamadas adipócitos que normalmente se encontram na pele e são perdidas como consequência do envelhecimento.




Conseguiram aproveitar uma substância de sinalização vital, chamada proteína morfogenética óssea, de feridas com folículos pilosos. E depois usaram isso para instruir as células formadoras de cicatrizes a transformarem-se em adipócitos – as células de gordura necessárias para uma pele saudável e de aparência jovem.

A equipa diz que o novo processo pode eventualmente ser transformado numa injeção, semelhante ao Botox, ou mesmo num creme.

Esta descoberta pode dar não só origem a uma nova geração de tratamentos anti-envelhecimento como também pode trilhar o caminho para a cicatrização de feridas sem marcas.

Segundo reporta o Express britânico, os especialistas dizem que esta descoberta pode fazer com que no futuro os rostos enrugados não tenham de ser sempre uma parte inevitável do envelhecimento.

Os cientista principal envolvido neste estudo, George Cotsarelis, da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, disse: “Essencialmente, podemos manipular a cicatrização de feridas de modo a que ela leve à regeneração da pele em vez da formação de cicatrizes”

Fonte:Noticias ao minuto




você pode gostar também Mais do autor

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.