Mulher dada como morta “ressuscita” em Maputo

1

Uma jovem que havia sido dada como morta pelos parentes e pela Polícia da República de Moçambique (PRM), depois de ter sido espancada por quem na altura se pensou que fosse seu marido, foi encontrada viva.

MAPUTO- Depois de uma busca desesperada dos parentes da jovem, que fizeram um périplo pelos hospitais da capital para encontrar o corpo da parente e dar-lhe um enterro condigno, descobriram que a pessoa que procuravam estaria viva e havia sido dada alta.




Os parentes confessam estar aliviados porque para além de encontrar a sua parente, esta estava viva.

De acordo com a vítima que conta a história na primeira pessoa, o homem que a agrediu teria tentado força-la manter relações sexuais e por ter-se recusado o agressor recorreu a uma pedra para bate-la na cabeça.

“Eu o encontrei na rua e quis-me comprar uma bebida, mas eu disse que preferia um refresco, ele disse para irmos a casa dele para levar o dinheiro para o refresco…me forçou a fazer sexo com ele e depois usou uma pedra para me bater e depois já não me lembro de nada”, disse a jovem, entrevistada pela Miramar. [FI]

Folha de Maputo




você pode gostar também Mais do autor

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.